domingo, 14 de junho de 2009

FIGURINHA CARIMBADA - SIMA



Nome: Simão Teles Barcelar

Data de nascimento: 7 de março de 1948

Posição: centroavante

Clubes:

Piauí (1966 a 1971 e 1984 a 1986)
Moto Clube (1971)
Bahia (1972)
Tiradentes – PI (1973 a 1976)
River – PI (1977 a 1983 e 1987)
Leônico – BA (1980)
Ferroviário – CE (1981)
Sergipe – SE (1982)
Flamengo – PI (1982)
Auto Esporte – PI (1983 a 1984)


Títulos:

Campeonato Piauiense – 1967, 1968, 1969 e 1985 – Piauí
Campeonato Piauiense – 1974 e 1975 – Tiradentes
Campeonato Piauiense – 1977, 1978 e 1980 – River
Campeão Sergipano – 1982 – Sergipe
Campeonato Piauiense – 1983 – Auto Esporte

Destaques:

- Nenhum jogador na região Norte/Nordeste conseguiu balançar mais as redes do que o “Pelé do Piauí”, Sima. Numa época em que as informações não corriam o país com velocidade de hoje, Sima marcou nada menos que 529 gols ao longo de sua carreira. Esta marca se torna ainda mais monumental, se citarmos que goleadores do nível de Careca, Leônidas, Serginho Chulapa, Dida, Heleno de Freitas, e muitos outros, não atingiram a marca dos 500 gols.

- Essa grande quantidade de gols marcados fez Sima alcançar a incrível façanha de ser 10 vezes artilheiro do Campeonato Piauiense. E tem mais! Três times do Estado possuem como maior goleador de sua história o “Rei do Piauí”, Sima. Vamos aos números: Pelo Piauí marcou 156 gols, pelo Tiradentes, 93 tentos e pelo famoso River, sacudiu o filó por 185 vezes. Mas como artilheiro de verdade marca gol em tudo que é lugar, Sima também não passou em branco nos grandes estádios do país. Pelo Brasileirão de 1973, jogando contra o Internacional do lendário zagueiro Figueroa, em pleno Beira-Rio, Sima abriu o placar para o Tiradentes, porém o Colorado conseguiu a virada. Já no Brasileiro de 1975, o jogo era em São Januário, contra o Vasco. Sem sentir a pressão de enfrentar um gigante do futebol brasileiro, pelo pequenino Tiradentes, Sima colocou o 1 a 0 no placar. Nos minutos finais da partida, Roberto Dinamite de pênalti, para muitos duvidoso, igualou o jogo.

- Em 1977, já atuando pelo River, Sima participou de um dos maiores Campeonatos Piauienses da história. Um dos motivos deste torneio ser tão importante, foi uma marca alcançada pelo próprio atacante. Com 33 gols anotados, Sima se sagrou o maior goleador de todos os Campeonatos Estaduais naquele ano. Junte este feito com uma final entre River e Flamengo, o clássico Rivengo, em um Albertão com mais de 40 mil pessoas e está explicado o motivo deste Campeonato Piauiense de 1977 ser tão histórico. Em um jogão de bola, com Sima balançando as redes por 2 vezes, o River venceu por 2 a 1 e se sagrou Campeão.

2 comentários:

  1. FABIANO DE ALENCAR DA CONCEIÇÃO14 de junho de 2009 11:07

    Diano velho de guerra!!!

    Cara você é uma verdadeira enciclopédia, como você conseguiu buscar um jogador que ninguém nuca ouviu falar.

    Esse Sima ganhou 9 títulos pelo Piauí, será que ele daria certo em time de grande porte? Os números dizem que sim.

    ResponderExcluir
  2. O Sima é uma lenda do futebol brasileiro. Eu nunca o vi jogar, mas sempre ouvi muitas estórias sobre esse fantástico atacante. Pena que o meu querido Botafogo, time da estrela solitária, não o contratou. Certamente teria feito o maior sucesso no eixo Rio-São Paulo, que era onde se jogava o futebol com mais repercussão no país. Um ataque com ele, Jarzinho, Paulo césar e Gerson na meiúca faria um estrago. Bela matéria! Parabéns!
    PS: entrei no google por curiosidade, pois ontem, numa conversa sobre craques do passado, mencionei o Sima.

    ResponderExcluir